DIARINHO Online

Pular para o conteúdo

10h52 - Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014.

Acesso do Assinante

Esqueceu a senha? Clique aqui.

JC

Blogs > JC > Blog do JC

Data de publicação: 28/10/2014 Comentários

Festa dos barnabés

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

Festa dos barnabés
Uma penca de vereadores esteve ontem, na bonita festa organizada pelo sindicato dos servidores municipais da região da foz do rio Itajaí, comandado pela Elianinha Correa. Festança que reuniu milhares de barnabés, além de uma penca de abobrões e nossas amadas excelências excelentíssimas.

Fotos - João Souza

             


Fotos






Data de publicação: 24/10/2014 Comentários

Um ano

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


O presidente da comissão pró-emancipação da região da estrada de Brusque, o empresário Vendelino Raimondi, que luta pra que aquela área vire o munícipio Verde Vale, visitou a choupana do socadinho escriba pra formalizar convite pra assembleia pública que acontece às 20h, desta sexta-feira, na capela do São Roque, no Arraial dos Cunha. Depois da falação, vai rolar comes & bebes.

De pertinho
E, também nesta sexta-feira, às 14h, o ex-homem dos galináceos, prefeito Jandir Bellini (PP), recebe a comissão pra discutir os pormenores da criação de um Distrito naquela área tão carente dos serviços públicos. O povão da antiga estrada de Brusque sonha com uma intendência, sem interferência politica, com a apresentação de três nomes da comunidade para o alcaide escolher. É difícil!...







Data de publicação: 23/10/2014 Comentários

Mergulhando...

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


Na sessão da casa do povo de Bombinhas de segunda-feira, o pau pegou e não aliviou. O promotor público estadual de Porto Belo notificou a prefeita bonitona Paulinha da Silva (mais uma do MP) que mantenha abertas as creches durante o verão para que os pais possam trabalhar.

Será que vai, vai, vai?
Como a Paulinha não se coçou e o secretário de educação fez cara de paisagem, os vereadores foram até ela para pedir satisfação. A prefeita reconheceu que houve erros e equívocos da secretaria de educação, mas que ia buscar uma solução.

Comendo pelas beiradas...
Na câmara a vereadora Lourdinha (PDT) como sempre comendo pelas beiradas, discursou que ajudou a eleger esse governo, mas que a prefeita tinha que dar valor aos filhos da terra para ocupar o cargo de secretário de educação ao invés de trazer gente de fora como tem feito desde o início da administração. Dizem, não sei se é verdade, mas a vereadora Lourdinha (PDT) está armando a arapuca para a prefeita cair igual sabiá laranjeira.







Data de publicação: 22/10/2014 Comentários

Ambição cinquentenária

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

 Mário Cesar dos Santos, reitor da Universidade do Vale do Itajaí (Univali)

Quem contempla um grão de mostarda dificilmente distingue algo além da minúscula semente. Não percebe que ali está, num estado essencial, o grande vegetal que pode crescer mais de dois metros. Há 50 anos, aqueles que viram surgir a semente da Univali tiveram a mesma dificuldade de vislumbrar a condição em que hoje estamos. Mas ali estava, entre seus pioneiros, o mesmo elemento fundamental que hoje impulsiona a nossa história. Havia uma ambição institucional, a despeito dos meios escassos e da estrutura insuficiente. Entretanto, gestores e comunidade acadêmica avançaram no tempo sem nunca se deitarem sobre as glórias passadas. Jamais encolheram o sonho.

É verdade que nem sempre essa ambição teve a mesma cor. No início, ela consistia em convencer uma comunidade de que a autonomia no ensino superior era possível; que os itajaienses poderiam, sim, construir um caminho alternativo de acesso à graduação superior, podendo evitar a evasão de seus jovens, antes obrigados a buscar formação profissional nas capitais.

O sucesso do esforço inicial deu vigor a uma nova ambição: a de expandir as opções de formação, avançando sobre as áreas da saúde, das ciências tecnológicas e sociais aplicadas. A experiência se consagrava na medida em que a comunidade identificava na Univali um recurso de promoção de vidas, transformadas pela educação. Ousadia após ousadia, a instalação como universidade destravou um novo impulso: multiplicar o modelo em outras cidades. A Univali se espraiou pelo litoral catarinense. Presente em muitos campi sedimentou-se como uma marca catarinense. Num mundo globalizado, esticou-se mundo afora. Mais de uma centena de convênios internacionais marcam sua integração com grandes centros de saber em três dos cinco continentes.

Até aqui, nunca foi um caminho de flores. As crises fazem parte de toda organização aberta às transformações. É um exercício de flexibilidade que a Univali mostrou-se capaz de fazer. No começo da década passada, fomos desafiados pela própria grandeza adquirida. Inseridos numa realidade de mercado, precisamos redimensionar custos para nos mantermos competitivos. Compreendemos, entretanto, que havia um limite para esse esforço. A qualidade de ensino não era negociável. Na verdade, ela era justamente nossa pedra de toque, o capital institucional com o qual construímos uma nova oportunidade. Uma década depois, o reconhecimento desse avanço: 50 anos após a corajosa iniciativa de educadores e profissionais itajaienses, a Univali é destacada, menos por sua imensa envergadura, mais pela qualidade que a projeta como a melhor do Estado entre as não-estatais. É o prêmio de uma ambição que os desbravadores nos deixaram como legado. É um bastão que passamos aos que vierem depois.







Data de publicação: 22/10/2014 Comentários

Estourar

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


Uma campanha nada republicana, um desconcerto político. É com sentimento de falta de espírito público e a busca do poder a qualquer custo e por qualquer meio que esta campanha eleitoral se apresenta como algo reprovável. Existe uma diferença enorme entre campanha eleitoral e gestão pública. Do jeito que está, mas parece prisão de ventre que a qualquer momento pode explodir.

Terrorismo do medo
A mensagem central é baseada no medo, no terrorismo eleitoral, na reprovação política. Não é uma concorrência, mas uma luta, um choque, uma batalha sem limites. Uma carnificina. Isso já ocorreu com Lula da Silva quando disputava com Collor de Mello.

Acusava
Naquela época o PT acusava, e com razão, da baixaria, do desatino, da contra educação política, da anticidadania. E, se o fizesse novamente não deixaria de ter razão. Mas mudaria sua posição de vítima para réu. E com agravantes: foi com Marina e repete o prato quente da política do terror.

E, agora?
É evidente, com o mínimo de experiência, perceber que não sabemos como, de fato, seremos governados. No limite se reconheceu que meteram a mão, roubaram a Petrobras e os recursos foram distribuídos entre partidos políticos e que os presidentes destes mesmos partidos não receberam nem mesmo uma advertência pública. E, que teve abobrão de todas as siglas, entre elas o governista PT e o oposicionista PSDB, maculados.

Heróis ideológicos
Ao contrário, como os mensaleiros, poderão ser tratados como heróis ideológicos e levantarão seus punhos como se entregassem ao algoz como mártir. Por muito menos, lá do outro lado do nosso mundão, no Japão, ministros de estado pediram desculpas, baixaram a cabeça e saíram de cena.

Não soube
Nesta campanha eleitoral a política andou para trás, a cidadania andou de lado, e o espírito republicano foi exorcizado. O governo se fechou em si mesmo e não soube responder ao movimento “vem pra rua”, não conseguiu dizer quem é, e para que serve em relação ao cidadão, ao povo aqui embaixo.

Cadê você Esperança?
Como todo bom brasileiro há esperança não se cansa de bater à porta, mas o problema é que, aparentemente roubaram as chaves. Mas sei que ela está ali fora, em algum lugar e que se ela não entrar e vou ao seu encontro na rua.







Data de publicação: 20/10/2014 Comentários

Só alegria!

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

Durante a sessão da última quinta-feira, na piramidal casa do povo, foram entregues duas moções de congratulações. O vereador Afonso Arruda (PMDB) entregou à 3ª Região da Polícia Militar de Santa Catarina e o vereador Zé Alvercino (PP) para a 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil.

Falta estrutura
O líder do governo, Afonso Sereno Arruda (PMDB), afirmou que o papel das polícias civil e militar é muito importante e que isso pode ser observado pelas indicações aprovadas no plenário, sempre clamando por mais segurança. “Sabemos que se não se desempenha o papel é por falta de estrutura do Estado e não por falta de comprometimento de proteger os cidadãos que desempenham seu trabalho na comunidade”, destacou.

Na hora
Já o vereador entisicado Zé Alvercino (PP) lembrou-se da época em que trabalhava na Codetran. Ele garante que as polícias Civil e Militar estavam sempre prontas pra garantir a segurança durante as blitze, independente de dia ou horário. 


Fotos






Data de publicação: 17/10/2014 Comentários

Turco careca na área

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


O mais votado deputado federal reeleito, o turco careca Esperidião Amin (PP), esteve ontem em Navega-City e na terra peixeira. Do outro lado da vala, encontrou-se com o prefeito Bob Carlos (PSDB) e o vice, Emilio Vieira (PP). Em Itajaí, visitou a prefeita em exercício, Dalva Rhenius (PSB), colocando-se à disposição para os pleitos de Itajaí e região. Tava cercado de puxas... 


Fotos






Data de publicação: 15/10/2014 Comentários

Só fora...

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

O candidato derrotado à deputado estadual, Nikolas Reis, cuja sigla o Partido Republicano da Ordem Social (PROS) estava na coligação que reelegeu o governador com cara de padreco, Raimundo Colombo (PSD), não botou uma placa com o sorridente mandatário-mor da Santa & Bela Catarina, mas fora de Itajaí...


Fotos






Data de publicação: 15/10/2014 Comentários

Fabio Flor oposição?

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


Leitores da Maravilha do Atlântico tentam me convencer que o baixinho entisicado e vereador Fabio Flor é oposição ao governo do prefeito Pirica, mas os atos de seu partido provam o contrário. Está semana assumiu a secretaria de Fazenda que já foi ocupada pelo Fábio, o bancário André Meirinho (PP), que é suplente de vereador do PP.

Desgosto
André Meirinho é neto do ex-prefeito, falecido no ano passado, Gilberto Meirinho. Tenho certeza que se vivo estivesse, desaconselharia seu neto de participar do justamente governo onde temos o maior escândalo de corrupção da história da praia mais desejada do sul do mundo. Ver o neto participar deste governo, tão fraquinho, seria um castigo para o ex-prefeito que tanto fez por BC, principalmente no Planejamento da cidade.







Data de publicação: 15/10/2014 Comentários

Rabazedo é de Itajaí!

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


O candidato Francisco Carlos da Silva, o Chico do Rabazedo é funcionário público municipal de São Francisco do Sul, mas é natural de Itajaí. Rabazedo estava na disputa por uma cadeira na leleia pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS).

É um bairro
Com Rabazedo e tudo logrou que atochassem o dedo na urna, 894 vezes, ficando na posição 205 entre os postulantes. Na verdade “Rabo Azedo” é o nome popular do bairro Bela Vista, em São Francisco do Sul. Chico que é motorista da prefa fica feliz em não morar em outra localidade conhecida como “Buraco Quente”. Eu, hein!







Data de publicação: 15/10/2014 Comentários

Cotado

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


O ex-presidente da Jucesc, Fabrício Oliveira (PSB), reuniu mais de 400 eleitores e simpatizantes de sua candidatura, para agradecer os mais de 51 mil votos que recebeu no último pleito eleitoral e que lhe qualifica com um dos postulantes da cadeira mais estofada dos altos da Dinamarca.

Gente de peso
O menino de ouro do PSB, reuniu gente de peso como a prefeita loirosa, Luzia Coppi (PSDB) que tava grudunhada com João Rodrigues (PSD), mas deu uma canja ao Fabrício, entre outras lideranças políticas da região e do Estado, como o candidato derrotado ao Senado Paulinho Bornhausen que pode até ser ministro, caso Aécio Neves (PSDB) vença a eleição e queira respaldar a representatividade dos catarinenses. Paulinho teve mais de 1 milhão de votos.

Não prega
O que mais causou surpresa no festerê do Fabrício foi à presença pra lá de ilustre do empresário da comunicação na Maravilha, Narbal Souza e de seu filho Babau, num possível aceno de que a candidatura de Oliveira teria o respaldo de Duca, que não põe um prego na parede sem estopa.

Vaga
A presença de Narbal, também evidencia uma possível vaga de Babau na chapa Majoritária, sendo que Fabrício tem mais votos que o atucanado Leonel Pavan (PSDB) e o psitacídeo Edson Periquito (PMDB) juntos. Em tempo, Fabrício também está cotado pra assumir a Câmara Federal, se Carmem Zanotto (PPS) for convidada pelo padreco, digo, pelo governador Colombo para assumir a Saúde dos Catarinenses.

Ninguém conversou
A informação de que Carmem poderia ir pra pasta da Saúde estadual circulou, e foi negada por João Passos do PPS. João, afirma que conversou com a deputada reeleita e, ela neste momento está dedicada a ajudar as vitimas da chuva de granizo na região de Lages. “Não houve até o momento conversa com a deputada e nem com a sigla, neste sentido”, garante Passos. Abaixo a nota do João Passos, afirmando que não existe papo neste sentido. No momento....

 

PPS e o Governo Colombo

Circulou pelos meios de comunicação em nossa região informações sobre possível ida da Deputada eleita pelo PPS, Carmen Zanotto, para a Secretária de Saúde no Governo Estadual. Após vinculação desta notícia como 1º secretário Estadual do PPS tomei o cuidado de fazer contato telefônico com a Deputada Carmen, que nestes dias se dedica a ajudar às vitimas da chuva de granizo na região de Lages, quanto ao fato de possível ida dela para o Estado não houve esta conversa, portanto, o fato não se configura, imaginamos que esta fala tenha saído em função do trabalho primoroso desenvolvido por Carmen ao longo do tempo que esteve à frente da Secretaria Estadual de saúde, no entanto não há conversa neste sentido nem com a Deputada nem mesmo com o PPS.
Certo de ter contribuído para desfazer tal informação errônea, agradeço sua atenção.

João Passos
Direção Estadual do PPS







Data de publicação: 14/10/2014 Comentários

Enganando

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


Recebo ligação de uma moradora de Bombinhas, se dizendorevoltada com a administração da prefeita bonitona Paulinha da Silva (PDT) que era humilde e a todos atendia quando era vereadora, mas agora que teve uma oportunidade na vida, estaria afundando o seu projeto de reeleição. É o mais do mesmo na Capital do Mergulho. Aliás, cadê Paulinha?! Ah, viajando! No exterior! Fazendo o que? Sei lá? Turismo?

Sei lá, entende!
Tudo por conta de uma promessa da Prefeita, durante uma audiência pública para alteração do Plano Diretor, onde a prefeita e sua equipe se viram derrotados pela opinião popular e saíram com a desculpa de que não tinha condições de prosseguir com aquela audiência, marcando novo encontro para semana seguinte, que já faz mais de mês que a comunidade aguarda por este encontro, cara a cara com a Paulinha, ops, prefeita.

É só rasgar a constituição
A denunciante garante ainda que os encontros prosseguem entre o poder público e os maiores interessados (será?) no plano da Paulinha, digo diretor, que estaria mais pras construtoras que para o povão em geral. Não cabe mais ninguém aí Paulinha, você mesmo se queixa quando falta água... Ah, é só atochar a taxa vergonhosa que proíbe o ir e vir que tá tudo resolvido. Afronta à constituição!

Eita, mulher bocuda!
A prefeita Paulinha deve estar muito ocupada refazendo os cálculos com a arrecadação do tal TPA, a Taxa de Proteção Ambiental, que começa a vigorar goela abaixo da população, a partir do dia 15 de novembro. A moça sem noção, ainda brinca com este escriba pançudo que o TPA é quase parecido com aquele termo feminino, TPM, coisa de mulher e que a prefeita só podia estar nos dias quando tomou esta medida. Ah, para guria!

Faladeira!
Antes de encerrar a ligação de alguns minutos que chegou a amortecer meu braço e esquentar as duas zorelhas, a faladeira ainda se dispôs a pagar a taxa do TPA ao Gaeco, se por ventura o Grupo de Combate ao Crime Organizado tiver interesse em conhecer melhor a Capital Catarinense do Mergulho e do Pedágio. Tá feito o convite! Ela só recomenda que venham com veículo 4x4, se não quebra ou não passa.







Data de publicação: 08/10/2014 Comentários

Sei lá, entende?

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

A vereadora Mariza Zanoni (PT) da Maravilha do Atlântico tá fazendo uma atualização de seu cadastro. Antes de perguntar se deseja receber informações de seu trabalho parlamentar na casa do povo da praia mais desejada do sul do mundo, a vermelhinha pergunta se a pessoa tem preferência por alguma sigla partidária, para logo após nominar vários partidos. O que isso tem a ver se o sujeito quer ou não receber informações do trabalho da edil?







Data de publicação: 03/10/2014 Comentários

Nem te ligo

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


Tem partidário lascando que o PRP de SC não respeita o único vereador da sigla do estado, o Rafa da Padaria de Itajaí. Na semana passada rolou uma reunião em Cabeçudas e o parlamentar não foi convidado. No conversê, estavam o candidato a governador Elpidio Neves, o presidente estadual da sigla e o municipal, Denísio Dolásio Baixo.

Bagunça total
Fazem reunião na city peixeira e não chamam o vereador. Ainda largam a boca pequena que ele não apoia à candidata a deputada Eliz Bosco. Mas o PRP tem candidatos a deputados? Ninguém sabe, ninguém viu. E cadê o presidente Denísio que não coloca ordem nessa bagunça do Partido do Rafa da Padaria? 

Imagem - Facebook


Fotos






Data de publicação: 02/10/2014 Comentários

Ética na politica

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

“Foi à campanha da ética na política"
O candidato a senador Paulinho Bornhausen (PSB) chega à reta final da campanha eleitoral com a certeza de que o voto no domingo vai ajudar a tornar a política mais decente. "As pessoas foram às ruas pedir decência na política. Esta foi à campanha da ética. A decência começará a prevalecer no domingo, quando os eleitores escolherem seus representantes no Congresso", diz Bornhausen.

Estabelecer a decência
Em conversa com jovens em Joinville, que foi ao ar em seu último programa na TV, Bornhausen chegou a embargar a voz quando disse que, se pudesse fazer uma coisa só durante seu mandato, seria restabelecer a decência na política.

Reta final
Na estratégia para chegar ao Senado, Paulo Bornhausen (PSB) percorreu todas as regiões do Estado nos últimos meses. Chegou a fazer caminhadas e conversar com pessoas em quase uma dezena de municípios por dia. Esteve várias vezes na city peixeira. De hoje até a reta final, concentrará a campanha no Alto Vale, Vale, Planalto Norte e Joinville. No domingo, o candidato estará em Florianópolis, onde vota.







Data de publicação: 01/10/2014 Comentários

Maraschin pede para Elton pedir licença

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

O suplente Luiz Maraschin (PR), assumiu na noite de hoje a cadeira do vereador Eliseu Pereira (PR), que foi nomeado pelo homem pássaro, prefeito Edson Periquito (PMDB) secretário de Obras. Em seu discurso, lembrou das candidaturas do vice-prefeito Cláudio Dalvesco (PR) que quer ir pra câmara federal e Dão Koedermann (PMDB). Na tribuna, sendo veiculado pela TV. Proganda eleitoral? 

Maraschin, falou, também sobre a nebulosa operação Trato Feito que prendeu vários membros do alto escalão do governo Periquito. O parlamentar, diz que não pode defender uma CPI, porque não existem culpados. E, que caso se comprove, aí sim não se furtara. Tá indo na linha do prefeito Pirica que chamou a operação do Gaeco de precipitada e, que não ia exonerar nenhum dos cargos, pois seria condena-los por antecipação. 

Contudo, o alcaide mudou de idéia e promoveu exonerações de vários nomes. Achou que seriam culpados?

Maraschin revelou que ligou para o vereador Elton Garcia (PMDB) que foi um dos presos da operação Trato Feito e, foi solto na quarta-feira. O repúblicano, diz que pediu para Elton considerar a possibilidade de pedir licença do legislativo. Ora, se Maraschin não defende uma CPI, que poderia, esclarecer muitos pontos. E, é prerrogativa e, possivelmente, obrigação da casa do povo balnear. E, se não tem ninguém culpado ou inocente, porque pedir para o seu, agora colega parlamentar pedir licença? 

 







Data de publicação: 01/10/2014 Comentários

Nota oficial do PPS peixeiro

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

 


Fotos






Site auditado pelo IVC

Política de privacidade | Termos de uso | Central do assinante | Dúvidas frequentes | Anuncie | Mapa do site | Expediente | Fale conosco

  Curta o DIARINHO no Facebook DIARINHO 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por

www.diarinho.com.br