DIARINHO Online

Pular para o conteúdo

09h50 - Domingo, 23 de Novembro de 2014.

Acesso do Assinante

Esqueceu a senha? Clique aqui.

JC

Blogs > JC > Blog do JC

Data de publicação: 21/11/2014 Comentários

Costelaço emplumado

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

Os atucanados da Maravilha do Atlântico, realizam amanhã seu tradicional 'Costelaço Tucano".


Fotos






Data de publicação: 16/11/2014 Comentários

Pau pegando

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

Esclarecimento
A secretaria de Desenvolvimento Regional de Itajaí, através de sua assessoria jurídica, emitiu nota oficial, ontem, falando sobre a denúncia da vereadora Anna Carolina. Anna levantou a suspeita de falsificação de documentos, pois o engenheiro responsável por laudos em escolas de Penha, está preso e, por isso, não poderia ter assinado os documentos que acabaram ocasionando o pagamento de obras que não estariam concluídas. De acordo com a nota, as medições foram feitas antes da prisão do engenheiro.

Já tem outro responsável
A SDR assegura que tão logo foi informada sobre a prisão, solicitou junto ao Deinfra o trabalho de outro engenheiro para atender as fiscalizações das obras (nota e ofício no blog do JC, e no Face JC Diarinho). A secretaria de Desenvolvimento Regional revela que o engenheiro responsável pela fiscalização, agora, é Arilton Oscar Ângelo.

Ao ataque
Anna Carolina (PRB) usou a tribuna, na sessão da última quinta-feira, pra debulhar sobre o tema e pegou pesadíssimo com a secretária regional, Eliane Rebello, chamando-a inclusive de corrupta. Anna parece que não gostou das explicações da chefona da SDR no DIARINHO de quinta-feira. Pelomordosantopadre, a loira pegou superpesado! 

Abaixo o vídeo da falação da galega Anna, dando um pau de dar em doido. Credo em cruz!



Vídeos

  • Vídeo do Youtube




Data de publicação: 14/11/2014 Comentários

Manifestação Guarda Portuária

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra

Boa Tarde!!

Depois das notas do dia 06 de novembro, a respeito da situação do nosso Porto, vários colegas e associados vieram me pedir que esclarecesse alguns pontos a respeito, então venho através deste informar ao caro colunista e ao Sr. Eclésio da Silva, que a Guarda Portuária não é um advento da Lei 12.815 de 2013, essa Corporação já estava na Lei anterior, a 8.630 de 1993, e antes dela através de Decretos Presidenciais e outras leis mais antigas, sendo relatada pela 1ª vez em 1913 como Policia Portuária.
Tramita na Câmara Federal a PEC 59/2007, para que esta seja transformada em Órgão de Segurança Nacional, como de fato é.
O Sr. Eclésio pontuou a questão de falta de “recursos econômicos para a manutenção do próprio porto"; e que é louvável a preocupação do mesmo quanto a ordem financeira; mas a sua colocação de que “o terminal de Itajaí, ficou "amarrado", tendo que por exemplo manter uma Guarda Portuária", não condiz com a realidade, pois a manutenção da Guarda Portuária por parte da Autoridade / Administradora Portuária de Portos Públicos, que está na Lei 12.815/2013, já constava no texto da Lei 8.630/1993.
A previsão da manutenção da Guarda Portuária na nova Lei dos Portos, é fato haja visto a sua importância como Agente de Segurança Pública, descrita em Portarias da SEP/PR, Resoluções da Conportos, Antaq, entre outros.
Em Portos Públicos que não a mantém, são autuados e estão em processo de concurso público para a regularização desta situação (Exemplos como Imbituba e São Francisco do Sul).
Diante destas colocações, reiteramos que esta Categoria de Agentes de Segurança Publica não é um “ponto problemático” na estrutura dos portos do Brasil, e sim de extrema importância para a manutenção da segurança na Área do Porto Organizado.

Att,



Ricardo Temochko

Guarda Portuário da Superintendência do Porto de Itajaí

Presidente Executivo da Associação dos Guardas Portuários do Estado de Santa Catarina – AGPESC







Data de publicação: 12/11/2014 Comentários

Canto do Morcego

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


O movimento ‘Não Deixe o Encanto do Morcego Morrer’, em nota, louvou o acordo do MPSC, Fatma, prefa de Itajaí e o grupo Brava Beach, acordando em liberar as construções do empreendimento em troca de uma área a ser transformada em parque no Canto Norte. Uma vitória da sociedade.

Nossa vitória não será por acidente

O acordo entre o MPSC, FATMA, Prefeitura de Itajaí e grupo Brava Beach
posicionando-se em liberar novamente as construções do empreendimento em troca de
uma área a ser doada para transformar em parque no canto norte pode ser considerada
uma pequena vitória da sociedade.

Ao admitir o erro, e doar um terreno a sociedade a indústria da construção civil se
mostra errada em sua política expansionista e degradatória adotada no litoral
catarinense. Podemos entender que este fatiamento feito em área de morro pelas
construtoras pode ser desfeito, e o sonho da sociedade em transformar todo o canto
norte da Brava (da lagoa até o farol de cabeçudas) é possível.

Queremos participar da contrução do parque no canto norte, participar da contrução
da cidade que queremos pros nossos filhos, queremos criar a cultura do diálogo e da
transparência com as autoridades MP, Prefeito, Vereadores, Juízes, Empresários e
Imprensa.

Confiamos na justiça e nos órgãos públicos que nos representam. Confiamos no poder
de mobilização da sociedade em todas as lutas que travamos, e sabemos que além do
final esperado, devemos trilhar o caminho da retidão e honestidade.

Não vamos desistir nunca. Enquanto houver forcas para lutar lutaremos, enquanto
houverem gerações se conscientizando e aumentando nossa batalha não vamos desistir!
Esperem sentados, a rendição, nossa vitória não será por acidente!
Salve, salve, o canto do Morcego! Salve a nossa Praia Brava!

Movimento Não Deixe o Encanto do Morcego Acabar

Moacir Veiga Kienast







Data de publicação: 04/11/2014 Comentários

Campanha limpa

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


Com 36.280 votos em 289 municípios, 2.187 a mais do que nas eleições de 2010, o deputado estadual e ex-delegado chefão da policia estadual, Maurício Eskudlark (PSD) ainda comemora e considera que foi reeleito também com uma campanha considerada limpa e tranquila, sem processos pendentes ou multas diante da Justiça Eleitoral.

Improcedentes
De acordo com sua assessoria jurídica das 18 diligências ocorridas e resolvidas durante o período, a grande maioria relacionada a locais de propaganda, apenas duas geraram processos eleitorais e considerados, na sequencia, improcedentes.

Contas redondas
Com prestação de contas já concluída dentro das exigências e do prazo legal, que encerra nesta terça-feira para todos que concorreram, Eskudlark também foi o primeiro candidato, a aderir à campanha do Tribunal Regional Eleitoral - TRE, intitulada "Quero minha cidade limpa!". Desta forma, devolveu o material que sobrou da sua campanha ainda na véspera das eleições, no cartório eleitoral da Capital Manezinha.

Compromissos
"Fizemos uma campanha limpa, percorrendo todas as regiões de Santa Catarina, enfrentando estruturas bem maiores “, disse o deputado, acrescentando que para os próximos quatro anos pretende fazer um mandato reafirmando seus compromissos em defesa dos municípios e da saúde.

Ampliar
Eskudlark, afirma que vai procurar ampliar as especialidades no interior e o fortalecimento dos hospitais comunitários, além de lutar também pelo aumento dos repasses de recursos do estado para investimentos na agricultura, obras de infraestrutura e segurança pública aqui na região, setor que tem recebido muitas demandas e pedidos ultimamente.

Fora de combate
Porém, nos próximos dias, o deputado Maurício deve ficar ausente das atividades oficiais da leleia já que foi submetido a uma cirurgia no joelho esquerdo para corrigir problemas de ligamentos. Já havia feito procedimento mais complexo no mesmo sentido há cerca de 20 anos.

Nada de bola
E, agora o problema retornou, com fortes dores no local, após a campanha eleitoral movimentada em que percorreu todas as regiões do estado, obtendo votos em 289 municípios. Um outro fator agravante pode ter sido o futebol recreativo com os amigos, do qual o deputado era praticante contumaz todas as semanas e que agora também terá que ficar em suspenso por um bom tempo.







Data de publicação: 04/11/2014 Comentários

Consenso

Tamanho da letraBotão para diminuir a letraBotão para aumentar a letra


O líder do governo na piramidal casa do povo, Afonso Sereno Arruda (PMDB), declarou, ontem, ao pançudo escriba que todos os vereadores da situação e oposição devem ser contemplados com relação à eleição da Mesa Diretora do legislativo.

Não é candidato a vice
E, que o mais correto seria ter uma chapa de consenso pra poder ouvir todas as partes de igual pra igual pra que possa haver uma definição. Quanto ao papo que tem rolado nos bastidores de que poderia ser vice, Arruda foi categórico em afirmar que “não sou candidato à vice...”. 







Site auditado pelo IVC

Política de privacidade | Termos de uso | Central do assinante | Dúvidas frequentes | Anuncie | Mapa do site | Expediente | Fale conosco

  Curta o DIARINHO no Facebook DIARINHO 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por

www.diarinho.com.br